24 de set de 2013

História das Tranças V - O fim ou o começo?

Gente amada! Esse é o último "História das Tranças". Mas último nesse caso não significa fim, afinal de contas as tranças continuaram e continuarão com a gente enquanto tivermos cabelos para trançar. Nessa edição, damos uma olhada nas novas Cornrows e em como o Youtube ajuda a propagar (e ensinar) a trançar madeixas. Espero que gostem!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Moderno Cornrow

Afro-americanos têm usado longas tranças, como forma de manter a tradição e também de fazer moda. Mas na década de 1970, o movimento "The Black is Beautiful" encorajou as pessoas a abraçarem suas raízes culturais e a textura natural de seus cabelos, usando afros e trancinhas em vez de alisar quimicamente os mesmos. Os estilos mais populares incluem as tranças torcidas do Senegal ou as tranças de Guiné (bem como a trança caixa, trança ziguezague, micro trança, e a clássica cornrow).

Claro, que a história da trança não seria completa sem uma menção de alguns casos questionáveis ​​de cornrow, certo? Em 1979, o Diretor Blake Edwards filmou Bo Derek com seu maiô molhado e suas cornrows-esportivas, correndo em câmera lenta no filme "10" (Jesus me chicoteia!).

As décadas seguintes mostraram muitas celebridades caucasianas usando as trancinhas: Juliette Lewis, Madonna (Deus, quem não lembra disso?), K-Fed, Justin Timberlake, Axl Rose (porque vergonha pouca é bobagem...)  e o rapper Riff Raff.


A Trança no formato Digital

Nas foi em 2005 que um site exclusivo para vídeos chamado Youtube, foi lançado. Quase dez anos depois o mesmo site que muitos estudiosos da comunicação diziam ser só mais um "fogo de palha"midiático, é o responsável por sustentar mais de um milhão (!!!) de vídeos só sobre o conteúdo "tranças"!


Depois dele, sites como Pinterest, Beautylish,  The Beauty Department e tantos outros, ensinam em tutoriais as milhares de maneiras diferentes de enfeitar a cabeça via trançados. A Internet e seus colaboradores desmistificaram o penteado tornando a trança algo fácil (o que as vezes é questionável) de se aprender e fazer.

Quer aprender? É só ir pra net e procurar! =)